BPO para startups

bpo para startups

Em startups que crescem rapidamente, os fundadores trabalharem excessivamente é um cenário muito comum. As vantagens do BPO para startups, de forma a delegar funções e processos são muito claras. Dedicar tempo e recursos em questões que não estão ligadas ao seu produto reduz a liquidez de um negócio. Afinal, é por esse motivo que contratamos funcionários. Para que possamos nos dedicar à assuntos mais importantes e nos distanciar do operacional, ainda que este seja importante.

Como diz Peter Drucker, “Foque naquilo que você faz de melhor, terceirize o resto”.

Nesse artigo falaremos sobre o Business Process Outsourcing, com ponto de foco em startups, empresas emergentes que têm como objetivo desenvolver ou aprimorar um modelo de negócio, preferencialmente escalável e repetível.

O que é BPO e como ele funciona

O que é Business Process Outsourcing?

Business Process Outsourcing (BPO) é um subconjunto de outsourcing que envolve a contratação de uma empresa para realizar operações e responsabilidades de um processo específico. Por exemplo, cadeia logística, infraestrutura de T.I., recursos humanos ou qualquer outra atividade não relacionada à atividade principal da startup.

Quais são os benefícios do Business Process Outsourcing – BPO para startups?

  • Melhorar e diminuir os custos gerados pela gestão desses processos;
  • Redução através do compartilhamento de riscos com a locadora
  • Oportunidade de ter um serviço melhor por um preço mais acessível.
  • Auxiliar na escalabilidade de um negócio

Além disso, possível redução de impostos, gastos em eletricidade, água e espaço físico e redução de diferença salarial entre cargos administrativos e operacionais podem ser motivadores.

Qual é seu core business?

Entende-se como a forma que seu negócio gera e de onde vem esse dinheiro. É diferente de modelo de negócio, pois este tem uma abordagem mais ampla.

Dessa forma, empresas com core business diferentes podem ser competidores. Esse artigo postado no Harvard Business Review fala sobre a mudança de core business, de onde tirei os exemplos abaixo.

B&L

Um exemplo citado no artigo acima é sobre a Bausch & Lomb, que em uma tentativa de diversificação de seu produto, lentes de contato, passou a produzir produtos de higiene bucal, cosméticos e até mesmo aparelhos de audição em 1990. Posteriormente, B&L parou de produzir esses produtos em prejuízo, e não tem mais o mercado que antes dominava, agora dominado pela Johnson & Johnson.

Dometic

Outro exemplo é a Dometic, que faz parte do grupo Electrolux. Em 1973, a receita de Dometic era de 80 milhões SEK, ou 31 milhões BRL, e isso estava diminuindo.

Para melhorar esse cenário, o presidente da Dometic, Sven Stork, focou na venda de minibares para hotéis, pois para esses clientes, refrigeradores por absorção eram superiores a tecnologias convencionais por serem menos barulhentos. O crescimento proveniente disso possibilitou a compra de alguns de seus competidores.

A verdadeira mudança ocorreu quando o mercado de veículos recreativos que teve um crescimento explosivo. A estratégia aqui não era vender mais refrigeradores para esse mercado, pois eles eles já tinham praticamente 100% dele. O que fizeram foi diversificar seu leque de produtos, como ar condicionado, filtros de água, geradores, sistemas de cozinha, com o objetivo de tornar esses veículos algo em que você pudesse morar.

O empecilho encontrado foi convencer os fabricantes e o resto da organização dessa mudança, pois ia contra o core business da empresa, que passaria de refrigeradores por absorção para sistemas para interiores de veículos recreativos.

Dessa forma, a Dometic dominou esse mercado com facilidade por ser a única empresa grande o suficiente no ramo que conseguisse cortar a competição antes mesmo dela surgir. Em 2005, o valor de mercado da empresa cresceu para 7,3 bilhões SEK, ou 3 bilhões BRL.

Uma estratégia de BPO para startups bem-sucedida

Qualquer estratégia de BPO para startups bem-sucedida parte do entendimento do que é o seu core business. Sabendo diferenciar o que é essencial e o que não é, as metas e objetivos da empresa devem estar claros.

Outros fatores para outsourcing bem-sucedido citados nesse artigo na SCM, incluem:

  • Ter uma visão estratégica e plano;
  • Escolher o vendedor certo;
  • Manutenção recorrente das relações de parceria;
  • Um contrato propriamente estruturado;
  • Atenção cuidadosa à problemas de seus funcionários;
  • Justificativa financeira à curto-prazo.

Riscos da terceirização

Inevitavelmente, o cliente está assumindo um risco ao terceirizar processos, principalmente se estão muito próximos ao core business de seu negócio e seus clientes. Dessa forma, escolher o vendedor certo não é só escolher o menor preço. Aspectos importantes como a seriedade e transparência de uma empresa sempre devem ser levados em conta ao escolher o vendedor. É sempre importante ler os contratos ou termos de uso, porque um ponto de insatisfação muito comum são contratos mal-estruturados.

Outro ponto é a necessidade de ter alguém que trate os relacionamentos de parceria com outras empresas. Na maioria dos casos, é a mesma pessoa responsável pelo setor financeiro, mas é bom levar em conta que um dos maiores fatores de descontentamento de empresas que terceirizam seus processos são problemas relacionados a comunicação e parceria entre as empresas parceiras. A consequência disso seria qualidade de serviço comprometidos e um gasto de energia maior do que desejado para realizar a gestão dos serviços.

Adicionalmente, nada disso faz sentido se você não tiver um retorno rápido ao contratar esses serviços, pois esse é um pontos mais atraentes do outsourcing. O fato do seu negócio não precisar realizar um investimento alto na atividade que irá terceirizar significa mais dinheiro em caixa para investir no que é essencial para seu negócio nesse momento.

bpo startups

Quais processos startups costumam terceirizar?

1. Marketing de conteúdo e assessoria de imprensa

Gerar marketing de conteúdo para seu website e redes sociais certamente não é a melhor maneira de gastar seu tempo. Afinal, não vale à pena se aprofundar em cada detalhe de SEO e otimização de conteúdo para geração de leads, mesmo que crucial.

No caso de assessoria de imprensa, é algo praticamente impossível de ser obtido fora de empresas especializadas na área, e os resultados são surpreendentes.

Se você está familiarizado com o básico de SEO, sabe a importância de backlinks para o posicionamento de um site na busca orgânica. Assessoria de imprensa é uma maneira legítima de conseguir vários links em blogs de forma que você nunca conseguiria de maneira própria. Além, claro, do tráfego proveniente desses sites e blogs, que também pode gerar leads e tráfego para o seu website.

Além disso, capturas de todo tipo de métricas e dados é importante para a criação de estratégias eficientes para sua startup.

Dar o primeiro passo para a coleta desses dados é relativamente simples. Porém, utilizar esses dados de uma maneira construtiva é muito mais complicado. Por isso, pode ser interessante contratar uma solução para isso também.

2. Atendimento comercial

O atendimento inicial de um cliente é um exemplo clássico da limitação da contratação de novos funcionários no que diz respeito à escalabilidade de uma startup. Apesar de o horário de mais movimento ser previsível, é difícil justificar contratar um novo funcionário porque está chegando um volume muito grande de clientes das 14 às 16 de quarta-feira.

Normalmente é necessário ter pessoas que estejam alinhadas com sua cultura de empresa tratando leads e relacionamento com os clientes. No entanto, isso inevitavelmente varia de negócio para negócio. Ainda assim, algumas partes desses tratamentos ainda podem ser terceirizadas, se o benefício superar o risco.

3. Recursos humanos

Como disseram Jorge Paulo Lehmann, Beto Sicupira e Marcel Herman Telles: “Contrate pessoas melhores do que você”. Os funcionários são o pilar mais importante de qualquer empresa, ainda mais em startups, onde se torna necessário um pensamento coletivo e pessoas que consigam aderir à cultura da sua empresa. Por isso, ainda que possa não ser necessário contratar um funcionário de RH, pode ser muito benéfico ter alguém livre de vieses e com uma visão estratégica para os ouvir e manter felizes.

4. Serviços de Tecnologia

Tendo em mente o tempo, você não precisa reinventar a roda em todos os processos possíveis do seu negócio. Você pode encontrar soluções tecnológicas de qualidade para quase todos os aspectos possíveis de um negócio, desde software, como aplicativos para gestão financeira e relacionamento de clientes, serviços especializados como criação de websites, e hardware, (e.g.) computação em grelha e locação de equipamentos de T.I.

A ideia é poder usar algo de qualidade sem o investimento de tempo e dinheiro necessários para o desenvolvimento ou compra do software ou hardware.

aluguel notebook

Sobre o Outsourcing de T.I. da Aluga.com

A Aluga.com é uma empresa de outsourcing de T.I., tais como notebooks, computadores, tablets, impressoras, servidores e equipamentos audiovisuais.

Os maiores benefícios desse tipo de BPO para startups são o alívio do investimento necessário da aquisição dos equipamentos de T.I. e no tempo gasto na gestão da compra e manutenção dessas máquinas. Leia mais sobre os benefícios da locação de equipamentos de T.I.>